terça-feira, 29 de julho de 2008

Facadas pelo caminho...de novo !?

Não, não se preocupe pois este não é um post repetido. A palavra é a mesma mostrada em dois textos anteriores. Lembra? Um foi o de Akihabara, onde um dos milhares de loucos que andam soltos pelas ruas do Japão saiu esfaqueando as pessoas do bairro conhecido como Eletronic Town, famosíssimo ponto turístico na capital japonesa. Aliás foi por isso que o caso foi veiculado em tevês do mundo inteiro. Se não lembra, clique aqui. O outro caso foi há pouco mais de um mês. Mesma coisa. Só que não foi em nenhuma estação famosa entre os turistas estrangeiros e, por isso, quem mora fora do Japão talvez não tenha visto. Foi uma mulher que saiu metendo a faca nas pessoas na estação de Osaka. Isso foi no dia 22 do mês passado!! Se você não lembra ou não leu, clique aqui.
Pois é. Aconteceu de novo!! Ontem... dia 28 de julho!! Uma outra mulher, igualmente louca, passou pela roleta da estação de Hiratsuka, na prefeitura de Kanagawa, e com um canivete feriu sete pessoas que estavam caminhando tranquilamente pela estação!! A japonesa, identificada como Hisae Sakurai, de 34 anos, foi presa ali mesmo no local. Veja a foto dela! Imagina quantas destas não estão camufladas pelas ruas...
Pior mesmo foi a "explicação". Isso é o que mata nesses casos. Felizmente ela, pelo menos, saiu do padrão dos loucos assassinos de rua que sempre dizem a mesma coisa: "podia ser qualquer um!". Mas a versão dela foi tão horrível quanto: "Queria matar meu pai, mas não deu. Aí eu resolvi me matar, mas queria levar alguém junto comigo "... É mole?! Assalto não tem, mas vai saber quando um louco desse não está por perto...
A palavra de hoje em japonês é essa: 通り魔 ! Já sabe né? OK! Se você não sabe, não se preocupe, pois não vai faltar oportunidade para você aprender. A resposta é "toorima" e diz respeito a esse tipo de louco assassino que sai metendo a faca por onde passa.

5 comentários:

Ilya disse...

MINHA NOSSA. qndo nao eh 8 eh 80 q medo

muito japao essas coisas

ps: 28 de juLHO ^^'

Anônimo disse...

Acho que isso acontece por causa do excesso de tensão que a sociedade japonesa acaba criando dentro de si mesma. Como são poucos os casos, eles ficam mais claros, mas esses sintomas deveriam ser analisados pelos sociólogos japoneses para tentar reverter o que pode estar causando isso na estruturação da sociedade japonesa. Senão, começarão a se espalhar e não sei se os japoneses estão acostumados a lidar com uma maré de violência e medo como acontece no Rio de Janeiro, por exemplo, onde eu vivo (claro que para chegar a esse ponto outros fatores deveriam acontecer e numa escala abismal).

Gosto muito do MUITO JAPAO. Comecei a ler há mais ou menos um mês e estou me deliciando! Parabéns!! Sou uma apaixonada por cultura e arte pós-moderna japonesa e me divirto lendo seus posts sobre a sociedade e a vida no Japão!

Beijos brasileiros,
Kika

Hidemi disse...

tah vendo?!?!
mais um motivo pra eu ir trabalhar de bike... trem eh um perigo!!! rs

mas falando serio agora... ouvi um japones dizer que isso acontece pois o japao tem muita gente e pouco espaco... hmmm mas a china tambem tem muita gente por metro quadrado (o pais eh grande, mas muito montanhosa). Sera que lah tb tem gente esfaqueando as pessoas?

^^)/

Kimia disse...

★ どうもこんにちは ★

☆ Vi essa reportagem na NHK ontem.. antes de ontem.. não lembro.. mas foi bem espantoso..!!

☆ Essa é a primeira vez que entro no blog, parece ser bem interessante (Só li o ultimo post)... Quando tiver com mais tempo, tentarei ler as outras matérias..

(*^▽^)/★*☆♪

☆ Faz quanto tempo q vc está no Japão?.. E por acaso, qual seu nome? heheheh...

じゃあね! ( ^-゚)v

Anônimo disse...

Desculpe-me, mas agora imaginei pessoas andando nas estações de trem e com uma faca abrindo passagem: "Licença, licença que eu quero passar!!" Eu acho que a situação está tão tensa, que os próprios japoneses têm dificuldades de enxergar e de admitir que falharam na forma como se estruturam nos dias de hoje. Todas as sociedades são problemáticas, porque estamos lidando com seres humanos e não com robôs. Eu ainda acho que isso está envolvido com os mecanismos da própria sociedade japonesa e quando aparece um caso desses é como uma célula cancerígena que, se não for contida, pode gerar mais (como nas outras sociedades). Mas para eliminá-la, não adianta separá-la do resto apenas, deve-se fazer uma biópsia e ver o que causou aquilo!
Beijos,
Kika