sábado, 26 de julho de 2008

Frescor ou frescura? Eis a questão!

Essas semana vários jornais deram essa notícia. Algumas empresas de trem enfeitaram as barras de ferro no interior dos vagões e penduraram diversos mensageiro dos ventos. Por que fizeram isso? Segundo a reportagem que eu li, a intenção era, além de surpreender os passageiros, era também uma estratégia Muito Japão para, digamos, diminuir o calor!! É isso mesmo.
Não entendeu? É simples, eu explico. Para os japoneses o som dos mensageiros do ventos, chamados em japonês de 風鈴 (fuurin) – vento( 風 ) + guizo ( 鈴 ) – proporciona uma sensação de frescor.
Ficou pior né? Pois é, não é fácil mesmo para um ocidental entender a real relação do trim-trim do sininho com a temperatura ambiente. Mas parece que na cabeça dos japoneses o mensageiro dos ventos proporciona de alguma forma uma sensação de frescor. Claro que se for pensar bem, se o sininho está tocando é porque há vento e, se há vento, é bem provável que esteja uma temperatura agradável mesmo. Mas, não é raro ouvir um japonês dizer algo como: "Bom esse barulhinho né?! Dá uma sensação gosta de frescor...". Parece até que é o barulho em si que faz ficar mais fresco. Interessante...
Não é a toa que, junto com a melancia - isso mesmo, a fruta só dá no verão aqui - , o mensageiro dos ventos é um dos ícones do verão japonês. Muitas pessoas compram esses sininhos para usar especialmente nesta época do ano. No fim da tarde, basta caminhar por uma rua tranquila, que você ouve o som - nem sempre em harmonia - dos sininhos presos nas varandas ou janelas.
E eu que já cheguei a achar que os mensageiros dos ventos colocados nas lojas daqui, nas seções de ventiladores e circuladores de ar eram simplesmente para mostrar que os aparelhos estavam funcionando nos conformes, assim como no Brasil colocam fitas coloridas presas na grade do ventilador.
Nada disso. Na verdade os mensageiros dos ventos usados nessas seções acabam por matar dois coelhos com uma cajadada só. Os clientes podem se certificar de que o ventilador está funcionando bem, e ao mesmo tempo, podem sentir a tal sensação de frescor, proporcionada, acreditem, pelo trim-trim lá do trequinho...
"Nossos repórteres" – vamos chamar assim - tomaram o trem e registraram imagens do tal vagão com os mensageiros dos ventos pendurados nas barras de ferro. A decoração do trem não está das melhores, mas é possível ver e ouvir os sininhos. Confira e tente discernir frescor de frescura!
A palavra de hoje em japonês é (natsu). Em português claro, "verão"!

6 comentários:

Hidemi disse...

acho que nao eh bem o trim-trim que dah o frescor... mas eh porque quando faz trim-trim esta batendo um ventinho.

estou louca pra comprar um trim-trim de caveirinha, mas nao costumo deixar a janela de casa aberta no verao por varios motivos.

1. nao gosto da claridade
2. o barulho das cigarras fica ensurdecedor
3. entra pernilongos e aranhas
4. na frente do apto nao tem paisagem. soh a janela do vizinho

hmmm mas talvez eu compre e pindure na frente do ar condicionado rsrs

Caruso disse...

PARA HIDEMI,
Tambem concordo. E que eu ainda estava escrevendo...rs. Mas de qualquer forma, essa ligacao de mensageiro dos ventos com verao nao deixa de ser curiosa nao e mesmo? Na minha no Brasil, nos tinhamos um na varanda que ficava la o ano todo, independente da estacao, entende...? Que legal! Um sininho de caveirinha! Eu me amarro nesses modelos diferentes. Bom, valeu pela visita! Volte sempre!

Andarilho disse...

Essa associação que japonês faz é a mesma da experiência do Skinner (pra quem não sabe, é aquela experiência em que toda vez que iam alimentar os cachorros, tocavam sinos. Depois de um tempo, bastava os sinos pros cachorros começarem a salivar).

Mafagafos disse...

Eu concordo que o som dos sinos ajuda a relaxar, mas se for depender deles para diminuir a sensação de calor XD...acho que é outra história.

Parabéns pelo blog cara! Muito bom! =)

Fernando disse...

Bem, eu acho que os japoneses por terem desde pequenos contato com esses sininhos ou, talvez, por serem muito acostumados a condicionamentos (= treinamento ;-) ) são mais suscetíveis a este tipo de associação (sininho tocando = frescor), já que sentir calor também possui a parte psicológica, que vai muito além da verdadeira sensação de calor do corpo. Eu acho que é mais ou menos por aí o motivo...

Myogen disse...

Nossa, faz tempo que não comento aqui... Eu, na verdade, achei meio irritante o barulhinho no trem... Imagina pegar uma linha de cabo a rabo ouvindo esse barulho!!! Bom verão aí! Sayounara!!!