quarta-feira, 2 de julho de 2008

Minha Vida de Servente

Faz tempo que eu estava querendo escrever sobre quem recolhe o lixo da empresa onde eu trabalho. Mas eu ficava na dúvida se realmente renderia um post interessante. Só que quando eu decidia escrever, nunca sobrava tempo e eu acabava não escrevendo. Mas dia desses, que eu mesmo tive que recolher o lixo lá no meu trabalho, eu barti o martelo e decidi escrever!!
Na empresa onde eu trabalho, os próprios funcionários - mais de 200 pessoas - se revezam para recolher os sacos de lixos das mesas, amarrar as revistas e recolher os lixos dos banheiros. Isso sem contar que nós mesmos é que temos que levar tudo até a portaria do prédio para colocar no depósito de lixo.
No começo deste post, eu disse que eu mesmo recolhi o lixo, mas na verdade, somos todos do setor que recolhemos. Isso porque cada setor é responsável por uma semana. Na nossa semana, nós do setor - seis pessoas - é que nos dividimos para irmos de mesa em mesa, nos banheiros, recolher as revistas e levar tudo na portaria. Isso é feito por todos os setores existentes em cada andar. Isso quer dizer que nós só recolhemos o lixo do nosso andar. Menos mal também né.
Para um brasileiro acostumado com servente e lixeira no condomínio, no início a experiência pode parecer traumática. Há quem se pergunte: "será que este não seria trabalho para um servente?". Mas morando no Japão por algum tempo ou mesmo depois de conhecer a cultura japonesa, você acostuma e faz até na boa. Além disso, depois que você pára para pensar em tudo que é positivo que esta ação proporciona - trabalho em equipe, limpeza, bem comum etc - a gente até faz de bom grado. Mas confesso que bate saudade sim das tiazinhas da limpeza. Como eu falei, para quem - eu! - passou a vida inteira só dando três passos fora de casa para colocar o lixo na lixeira ou para quem nunca imaginou em limpar banheiro fora de casa, isso pode ser uma tarefa difícil de aceitar. Mas para os japoneses, esse costume de limpar o que é considerado um bem comum é coisa que se aprende na escola! Literalmente!Nas escolas daqui, os próprios alunos é que fazem a limpeza! Inclusive, dos banheiros!!
Interessante são as interpretações para esse fato. Há quem diga que isso é ótimo porque assim os alunos tomam mais cuidado antes de sujar a escola. Mas há também aqueles que dizem que isso só é possível, porque no Japão não tem a gritante diferença de classes sociais como em outros países, como o Brasil, por exemplo. Mas isso não significa que aqui no Japão não haja tiazinha da limpeza. Na verdade, não são todas as empresas japonesas que adotam esse sistema de "mutirão de livre e espontânea pressão". Eu mesmo já trabalhei em outra empresa que era exatamente como no Brasil. A gente não tocava no lixo e nem sabia que dia o caminhão viria buscar. Mas é aí que o fato se torna mais curioso ainda!!
Na empresa onde eu trabalho agora, mesmo as pessoas sabendo que há outras companhias japonesas que contratam serviço de limpeza, ninguém reclama de cuidar do lixo. Claro, tem gente que não gosta - inclusive japoneses - aliás tem muita gente que confunde o fato dos japoneses fazerem isso desde pequeno com a idéia de que todos participam por igual e com a mesma gana. E não é verdade! Mas o interessante é que no meu trabalho, a maioria é formada de pessoas que vivem aqui há muito tempo aqui no Japão, e talvez por isso, recolher o lixo dos outros e jogar fora não chega a ser um grande problema. Muito interessante! Muito Japão!
A coisa fica mais interessante, se você coloca isso em um contexto brasileiro. Imagine passar uma circular em uma grande empresa no Brasil dizendo que o serviço de limpeza foi suspenso e que a partir daquela data, os próprios funcionários é que terão que recolher o lixo do andar inteiro e levar até o depósito de lixo. Imagina!! Ou um filho chegar para uma mãe e dizer que a professora botou ele para lavar a privada e o chão dos banheiros da escola. Já imaginou como reagiria essa mãe? Interessante essa diferença cultural, não? Mas que as vezes bate saudade de tiazinha da limpeza, isso lá bate...
Bom, a palavra de hoje pode ser essa mesma "diferença cultural". Em japonês claro, 異文化 (ibunka).

10 comentários:

Andreia Borges disse...

Olá, li seu blog todinho, de cima para baixo,rss, parabéns, aprendi muitas coisas sobre o Japão,agora resolvi postar porque moro no Brasil e na empresa que trabalhei quem limpava era nós mesmos, não tinha tia da limpeza :( ,eles dividiam cada dia da semana um funcionário limpava o andar todo e outro o banheiros,éramos 15 pessoas, então todos limpavam e lavavam o banheiro no mês, me acostumei, quando mudei para outra empresa eu voluntariamente limpava minha mesa e minha área,a tia da limpeza ficava muito agradecida,rss, beijos

Xande disse...

esse com certeza já está nos top 10 dos mais interessantes no meu ponto de vista. Me lembrei até o que disse para a tiazinha de lá da empresa quando ao sair do banheiro masculino, ela me perguntou:"Sabe me dizer se tem gente lá dentro?", eu respondi:"Pode entrar, o máximo que você verá é de costas ou sentado!"

Parabéns ! Fico surpreso que suas idéias não acabam.

Xande

Mario disse...

Essa limpeza comunitária também existe nos templos budistas da escola Soto no Brasil...
Um crédito devido: a charge das sogras é de Dwaine Tinsley e saiu na revista Hustler há 15 anos.

Anônimo disse...

hahahaha
Se eu pudesse colocar minha sogra no lixo a cada limpeza, não me importaria nem um pouco com essa tarefa...rsrs

Adoro o blog, adorei o tópico e ameiii a charge. hehehe

Lari

Fernando disse...

Nossa eu sempre soube que nas escolas japonesas os estudantes se revezavam para limpar a escola e sempre achei que os banheiros estavam incluídos. Será que são todas as escolas em que os estudantes limpam até os banheiros? Nas faculdades o procedimento continua o mesmo? E eu acho que a pessoa dá mais valor para uma coisa que ele mesmo vai ter que limpar depois, mesmo em um país com povo bem educado como aí!

Bruner disse...

não sei como eu me sentiria ai tendo que fazer minha propria limpeza de setor, mais vendo daqui acho que ia gostar bastante. (sem ironia rsrrs)

Anne XD Otakes disse...

nossa..
nao sabia q eles tinham de limpar os banheiros também..


X**

Tofu disse...

sabe o que eu notei?
que os alunos limpando não usam as luvinhas brancas! Num post antigão você disse que os japoneses usavam pra quase tudo. XDDDDDD
Será que é coisa de adulto? :)

T+

Bruna disse...

Caruso, teu blog é muito bom!! Amo ler! Bjossss

mariane disse...

mto interessante isso. acho que deviam implementar esse sistema no brasil. faria as escolas publicas economizar com faxineira.