quarta-feira, 30 de abril de 2008

McCasa da Mãe Joana

Responda rápido: quem vai para a igreja vai (normalmente) para? Rezar! Muito bem. Quem vai para a escola vai (normalmente) para? Estudar! Muito bem. Quem vai para um restaurante de fast food, por exemplo, vai para? Se você respondeu "comer", você provavelmente nunca entrou em um McDonald's daqui do Japão. Sempre me chamou a atenção o número de estudantes que se reúnem no Mac para “estudar”. Sabe quando a gente reunia os colegas em casa para fazer trabalho? Eles aqui parecem que gostam de fazer isso nos Macs da vida e até em restaurantes comuns.
No Mac, você geralmente vê um grupo de jovens, uniformizados, com o material todo espalhado pela mesa, e lá no canto, meio de lado, a bandeja com o que sobrou do lanche. Mas se vê claramente que o lanche foi um mero pretexto para poder usar o local e ficar ocupando a mesa. Não precisa nem ser muito perito para perceber que já se passaram horas e horas desde a última mordida que foi dada naquele Bigmac.
Nas cafeterias, a coisa é mais social. Só vi grupo de estudantes uma vez. Nos cafés algumas pessoas vão para passar o tempo. Ler um livrinho, atualizar a agenda ou até fazer aula de inglês com um gringo nativo é muito comum por aqui, e até vai. Mas já vi entrevistas de emprego e altas reuniões de negócios em pleno Starbucks! Caras engravatados, com aquela mala que parece estar com os 100 milhões de dólares e uma única canequinha de chocolate quente. Fala sério!
Mas parece que há uma tendência dos estabelecimentos controlarem essa prática. Já vi garçom pedir para os estudantes fecharem os livros e se retirarem do restaurante caso não fossem fazer mais nenhum pedido. Mas o engracado mesmo são os avisos que eles colocam nas paredes e na entrada, como uma tentativa de inibir esse pessoal que não sabe onde fica a biblioteca. Imagina um aviso do tipo “restaurante é local para beber e comer”. Fora fantasias sexuais, não seria isso uma coisa de praxe? Bom, mas aqui precisa avisar!
"Prive-se de fazer qualquer outra ação que não seja comer e beber".... diz a mensagem do adesivo colado nas mesas do Mac que eu fui. Já este outro cartaz destaca três coisas que não podem ser feitas dentro do Mac: estudar, entrar com comida e ficar zoando com os colegas. Esse já era outro Mac e a mensagem estava em um quadro bem na entrada.
A decisão de escrever este post coincidiu com o escândalo que está nos jornais japoneses desde a semana passada. Na quinta-feira, dia 24, quatro japoneses foram presos em flagrante gravando cenas de um filme, digamos, “educativo para adultos”, adivinha onde! Em pleno McDonald’s!!! E às 3 da tarde! Esta é a foto do Mac em Saitama, onde aconteceu tudo...
A última matéria publicada no jornal hoje divulgou os nomes do elenco e a profissão oficial de cada um. A “atriz principal”, por exemplo, na verdade é uma auxiliar de dentista de apenas 21 anos. Agora você vê! Parênteses: A foto abaixo é uma mera composição de layout e não retrata a atriz do filme gravado no McDonald´s... antes que falem...rs.
Uma cliente que estava lanchando próximo ao local da gravação percebeu que alguma coisa estava estranha e chamou a polícia. Às 4 horas da tarde, os policiais chegaram e pegaram os japas com a boca na botija. Não sei se literalmente.... mas foram presos. Em pleno McDonald’s aberto!! Detalhe para o nome do filme: マックでファック!(makku de fakku !), em português seria algo como "F#d# no Mac!". Acho que depois dessa, o aviso para não fazer outra coisa que não seja comer e beber foi tomar um espaco cada vez maior nos restaurantes da rede. Quem quiser saber detalhes do caso, em japonês...
1月24日午後3時25分ごろ、埼玉県東松山内のマクドナルド店に男女4人が入ってきた。通常の客のように飲食物を注文し、カウンターから一番遠い奥のテーブル席に着席する。女子大生らが和やかに談笑する、平日の平穏なマクドナルド店内。だが、この4人の“出演者”によって一変した。 《どこにでもいそうな若い女が、自分の下半身に手を伸ばす。女の正面席に座った男はテーブル下でビデオカメラを身構え、その行為を撮影する。別の男は店内中央寄りの席に陣取り、他の客の視線を遮る“壁”の役を果たしている》 《“大人のおもちゃ”をも使用した行為に、女はやがてモゾモゾと体を震わせる。女の横に座った男が女の下半身に手を伸ばすと、それに呼応するかのように女も男の下半身を触り始める…》「うん…?何してるの?様子がヘン」異様な情景を目撃した女性客が110番通報し、警察官が駆けつけたのは午後4時ごろだ。30分にわたって撮影を続けた4人は完全に“仕事”に集中していたようで、警察官たちが入ってくることにすら気づいていなかったという。 4人は4月上旬、公然わいせつなどの容疑で逮捕された。撮影が行われた店は客席が20席ほどしかない小さな店だ。テーブル席を隠すような高い衝立もない。店員がいるカウンターからはさすがに死角となっているが、他の客席からは丸見えだ。A palavra de hoje pode ser então "filmagem". Em japonês, 撮影 (satsuei).

5 comentários:

Sildelane V. M. disse...

HUuhahuauhahuahuahu essa foi muito boa..queria lá pra ver, pelo menos a prisão.Mico hein uhahuahuahuhua

Maria disse...

=O
vai q essa moda pega... Vc chegando no Mc e da de cara com pessoas fazendo "coisas" q não tm nada a ver com comer, ou tm, sei lá! xD ia ser mto legal, e interessante para as crianças q ainda não sabem de onde vem os bebes...


Adoro seu blog! ;)

Anônimo disse...

I-na-cre-di-ta-vel!!! Sabe o que me ocorreu?! Que se eu voltar no Japao daqui a uns 10 anos, acho que nao vou mais reconhecer o pais!!! Sera?! O que estah acontecendo com o povo mais educado do mundo?!
ss: Shi

Anônimo disse...

Uns anos atras aqui no Brasil pegaram um Flagra no Bobs do Rio De Janeiro xD


Daqui a pouco soh falta o Burger King xDD

Kuromadoushi disse...

Vixe, o que tem de filmes assim no Japão... No mercado, na loja de conveniencia, no posto de gasolina, no meio da rua, no trem...
O povo japonês beira o limite entre discrição e bunda-molice, por isso, ninguém toma uma atitude quando vê algo assim, eles só saem correndo ou fingem que não viram.
Os funcionários devem ter denunciados só pelo medo de levar toco do chefe caso alguma coisa acontecesse, mas vão se ferrar de um jeito ou de outro, porque a industria pornografica no Japão é comandada pela Yakuza. Tudo que é ilegal, imoral ou engorda é comandado por ela.