quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Tecla SAP : ATIVADA!

A tradução acaba de sair do forno! Trata-se de um episódio que me aconteceu quando eu vim para o Japão pela segunda vez. Diga-se de passagem essa é minha terceira vez no Japão, que foi quando eu resolvi viver aqui mais ou menos para sempre. Foi uma experiência incrível não só por poder trabalhar, fazer um bico como faz a maioria dos universitários aqui, mas também poder fazer algo diferente dos trabalhos que meus colegas de universidade faziam na época. Escolhi essa história por ter sido realmente marcante para mim e por acreditar que como estrangeiro no Japão, a minha experiência poderia de certa forma parecer curioso aos olhos do japoneses. Bom, chega de blá blá blá e vamos ao texto que você votou, agora, em português claro:
Para diminuir um pouco que fosse da saudade do meu país, decidi fazer um bico em um restaurante brasileiro. O lugar era uma churrascaria e com um ambiente bem requintado. Mas uma coisa que me impressionou foi o show de dança, ali, ao vivo! Isso mesmo! Duas passistas profissionais vindas direto do Brasil se apresentavam toda noite no palco que tinha montado dentro do restaurante!! Eu trabalhava como mero garçom e, como eu gosto de samba também, eu dava um jeito de sempre olhar para o palco e apreciar o show. E era justamente isso que tirava meu gerente do sério. Ele me dizia: “Concentre-se! Não pode ficar olhando para o show!” . Mas eu adorava vê-las dançar. Ouvir música brasileira e ver aquelas brasileiras sambando muito bem, era contagiante e era como se eu tivesse voltado ao Brasil. Eu sempre ficava imaginando algum dia eu poder sambar com elas! Um belo dia, uma das dançarinas desceu do palco e me disse assim: “E aí ? Tu não é carioca! Vamos lá no palco que eu quero ver se tu tem samba no pé”. Eu, que nem olhar para o palco podia, sabia que se eu subisse lá e dançasse, eu estaria assinando minha carta de demissão. Mas, a tentação foi grande, e lá fui eu! Nossa foi maneiríssimo! Era como se eu estivesse sonhando acordado! Sambei até não querer mais! No meio da empolgação, eu olhei para o gerente, que já estava me fazendo sinal de “venha já aqui! A-go-ra!”. Eu desci e fui direto para a sala do gerente. Assim que eu entrei ele já foi falando: “Você estava lá dançando, não estava?! Eu vi tudo!”. Eu só disse: “Eu peço desculpas”. Ao que ele me cortou dizendo: “Acho que você deveria abandonar esse trabalho de garçom...”. “Se eu estou entendo bem, o senhor está me demitindo, é isso?”, eu tive que perguntar. E ele: “Não é nada disso! Por que você não desiste de ser garçom e se apresenta ao lado das meninas!?”. Eu não estava acreditando no que eu estava ouvindo. A história é longa, mas o que importa é que meu desejo foi realizado! A partir daquele dia, passei a trabalhar como passista! Só que eu não abandonei o trabalho de garçom. Das 10h às 19h eu trabalhava no restaurante como garçom e das 19h às 22h eu sambava. Essa história já tem anos, mas eu nunca me esqueci. Obrigado por me fazerem recordar de tudo isso para participar deste concurso.

8 comentários:

Veruzka disse...

Tomara q vc ganhe!! Quem sabe vc não ta nos 3 finalistas? Dai a gente manda ver de novo na votação!! ^_^ p/ isso q servem seus leitores fieis, ehehhe

Hidemi disse...

soh falta me dizer que esse restaurante eh o mariah de kariya

outro dia um amigo japones comentou com meu marido:
"fomos no mariah com os brasileiros da fabrica e apareceu umas mulheres quase pelada sambando... sugoi neh, sugoi neh?!?!?!"

Kats disse...

Então, quer dizer que você tem mesmo samba no pé rs*

Com toda certeza valeu o voto! Adorei a história!
XD~

Maria disse...

ah... eu adorei a historia xP!
tomara q vc ganhe [2] =D!!!
abçs

Cassiano disse...

GAEHaaeeuhaAEhuhueh

Valeu o voto

just anne disse...

hsuahsua..
q massa.. gostei, se deu sorte viu..

pbs

Anna Luana disse...

o.o
parece coisa d anime, onde o moçinho acaba tendo o q quer ^^'''
adorei a história!!!

kissus

Bianca disse...

oie!
Pena que eu li esta sua historia agora so.. Adorei!
Bianca Shibuya