quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Só não é mais porque é um só...

Falando em trem...olha a figura que "nos recebeu" hoje pela manhã no trem. Como eu fui mais tarde um pouco, não peguei o vagão das sardinhas. Mas em compensação, estava lá, esse japa, amarradão, em seu quadragésimo quarto sono e nem aí para a hora do Japão. O mais Muito Japão dessa história toda, é que ninguém tem coragem de mandar o cara trocar o chá verde pelo de semancol, e o cara fica ali sem ser importunado, na maior. Tem gente que chega ao cúmulo de ficar em pé na frente do niposoneca, por não ter onde sentar. Fala sério! Eu fico só imaginando um cara desse, assim desse jeito, no trem da Central, com as pessoas mortas de cansaço e sendentas por um assento. Bom, se o cara estiver vivo, vai levantar rapidinho quando entrar um outro maluco sedento, não por um lugar, mas por uma confusão. Mas, no caso do japa, eu dou razão aos outros passageiros. Tem cada maluco pelas ruas daqui, que não só falam sozinhos, mas, em certos casos, batem e até matam! Mas isso já renderia outro post... A palavra de hoje, em homenagem ao ilustre passageiro, fica sendo então, ぐっすり寝る(gussuri neru), que em português claro quer dizer "dormir feito pedra".

Um comentário:

Kiki disse...

Eu vou ficar esperando o post sobre os malucos que andam pelas ruas, que falam sozinhos, que batem e matam! hehehe